Volume 2 do Almanaque Cultural Santa-ritense traz 80 matérias imperdíveis sobre a cidade

Acaba de ser lançado o volume dois do Almanaque Cultural Santa-ritense. Com 80 matérias e dezenas de fotografias raras, a obra faz uma leitura leve e bem humorada do cotidiano e história locais. O primeiro volume, lançado em maio do ano passado, se esgotou em apenas duas semanas e obteve excelente retorno do público. A expectativa é de que aconteça o mesmo com a continuação, já que a edição chega às lojas com metade da tiragem vendida. Os interessados em adquirir o Almanaque podem solicitar os exemplares através do fone (35) 3471 3798 ou do email emporiodenoticias@hotmail.com. A entrega é gratuita. O exemplar também encontra-se à venda na Revistaria Caruso, no Supermercado Avenida (Unissul) e no Restaurante Vista Alegre (Dona Nega).

Ideal para quem quer colecionar e conhecer as curiosidades locais, o segundo volume está mais focado nos causos e histórias engraçadas vividas por nossos conterrâneos. Conheça as máterias do Volume 2 do Almanaque:
– Eles viram um disco voador
– Os últimos dias de Fernando da Gata
– Curiosas histórias de João Wagner
– Terça-feira de cinzas
– Santa-ritenses e seus apelidos
– Zeca e suas conquistas na vida
– A esquisita história de esquisito
– Senhor Mello e a treta com Lobato
– Recortes perdidos sobre Santa Rita
– Tiros, raios e causos de outro mundo
– Arquivos da Veja sobre Santa Rita
– Os causos de Waguinho Caputo
– O dia em que a cidade chorou
– O que uma fotografia pode dizer?
– Arquivos da Folha sobre Santa Rita
– Um modernista no Instituto Moderno
– A muçulmana Sadiah Rafiz
– Pegue o guarda-chuva que o circo chegou
– A última causa de Caponi
– Obra faraônica em Santa Rita?
– Roque Júnior, pouco antes do penta
– O banco, o bar e a banca
– Encontro com Padre Pio
– Galeria de celebridades da Casa do Beto
– João Francisco e a Rua da Palha
– Um ditador em Santa Rita
– Woodstock à mineira
– A vida de Joaquim Carlito
– Pioneiros da música em Santa Rita
– Luiz Carlos, muralha santa-ritense
– Estação Afonso Penna
– Ivonilton, em alto estilo
– Crepúsculo na Vista Alegre
– A história do esguicho
– Lendas e histórias da Santa Casa
– A lenda do minhocão
– Um escritor americano em Santa Rita
– Papo com Lebrinha e Macarrão
– Bentinho e a era de ouro do rádio
– O olhar de Róssio De Marchi
– Cafezinho com Alice Baracat
– As religiões em Santa Rita
– Recordações do centenário grupão
– Quase um Roberto Carlos
– Tonico, o lendário saxofonista
– Quando chega o mês de maio
– Em NY, no atentado às Torres Gêmeas
– A história de Dona Nega
– Uma crônica para Sinhá Moreira
– Adelino Carneiro Pinto, o pai dos pobres
– O bar do ponto
– Cassinho, Kpelinha e a era dos Rally´s
– Aventuras de Jorge Sumita
– Irmã Rita
– Viagem a Santa Rita de 2036
– Um lobisomem na rua do colégio
– Os cavaleiros do arrebenta rabicho
– Um som com Marcos Paulista
– Bentinho e a censura
– A vida de José da Silva
– Detalhes e emoções de Huguinho
– A festa de Santa Rita de 1957
– Haroldo Kallás e o Bonsai
– Reunião de amigos em 1913
– Franklin Magalhães, poeta imortal
– Quando a tragédia rondou o cinema
– Como Giovani enxerga a vida
– O monumento ao Estudante
– A guerra dos caboclos
– A cerâmica Regina
– O melhor amigo do homem
– O inesquecível Orozimbo Silva
– Virgulino e os antigos armazéns
– De Kochi-ken a Santa Rita
– Os causos de Zé Hilário
– Ely Kallás, Ziraldo e a Inferno 17
– A companhia Sul-mineira
– Pelas bandas da cachoeirinha
– Um papo com Carlão Vilela
– Álbum fotógráfico

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY