O trabalho incansável do estimado Monsenhor José

Março chegando, mês de São José.Mês no qual, durante muitos anos, com que piedade Mons.José Carneiro nos apresentou  e apresenta ainda hoje,  a cada dia, as histórias, as  novenas, o cordão e os bilhetinhos desse grande santo. Ninguém sai  do mesmo modo que entrou,  no mês de março, quando  reza junto com Monsenhor. Sai mais esperançoso e muito mais comprometido com seu Batismo e, é claro, com as penitências dos bilhetinhos! Monsenhor José tem o condão exato para encaminhar seu rebanho. Quem foi educado nessa linha reza toda noite uma oração ao Padroeiro da Boa Morte. E lembra-se de uma historinha de morrer na graça de Deus. São tantas as que  ele nos contou e conta ainda. A cada ano mais cordões de crochê vão chegando para a cerimônia do dia 19! Durante todo o tempo em que foi nosso pastor  esta foi uma  de suas devoções mais caras. Até hoje o Santuário fica repleto de devotos do pai adotivo de Jesus para rezar, agradecendo e pedindo sua intercessão, renovando as penitências que, às vezes, são tão fáceis e outras vezes tão difíceis… Vai da sorte, porque o bilhetinho  só se conhece depois de tê-lo em mãos! Surpresa! E a gente cumpre direitinho o que diz o bilhetinho. Muitas pessoas, ao notar que a penitência já foi realizada em anos passados, pede a troca e é atendida. Um sacerdote que ama sua missão e seu rebanho. De cima de seus 94 anos olha a todos com extrema humildade e fala manso,cumprimenta de crianças a idosos, sempre com a mesma simpatia. Abençoa cada um e tem, para todos, uma palavra de conforto.  Sua simplicidade atrai. Sua amabilidade o faz muito amado. Visita os doentes no hospital ou em suas casas quando é necessário. Já nos atendeu, indo dar a Unção dos Enfermos a pessoas ligadas a nós e que estavam hospitalizadas em  Pouso Alegre. Do mesmo modo na zona rural. É incansável e agora que está mais idoso, quando tentamos poupá-lo, não aceita. Gosta de uma procissão e mesmo com as pernas cansadas  arranja algum pretexto nas cerimônias para fazê-las…Esse sacerdote é nota mil! Exemplo para nós! Em contrapartida nosso povo o respeita e estima de coração.  A pessoa pode não ser católica, mas tem o Monsenhor em alta estima e consideração, assim como ele nunca fez diferença de ninguém, seja por qual motivo for. Sinto-me feliz em ter sido sua amiga e auxiliar durante tantos anos de minha vida! Mas não posso deixar de lado uma de suas mais fortes características:- VIVA JESUS! VIVA NOSSA SENHORA APARECIDA! VIVA SANTA RITA! VIVA SÃO JOSÉ! Ao que nós sempre arrematamos assim: “Viva o Padre José!” Nós o rebaixamos de categoria, de Monsenhor para Padre, por pura admiração.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY