Wander e a revolução do pensamento (Por Ivon Luiz Pinto)

Sempre em Agosto, esta cidade fervilha de uma atividade que tem por nome CIDADE CRIATIVA. Encontro com artistas famosos, culinária apetitosa, shows diversos, folclore, literatura, entrevistas são algumas das atividades desse evento. A cidade se agita como uma árvore sacudida pelo vento.

O professor Wander Wilson Chaves é um dos idealizadores do movimento ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’, que une instituições do Vale da Eletrônica, governo, empresas e voluntários em prol de uma cidade capaz de propor soluções diferentes para velhos e novos problemas. É uma atividade transformadora proposta por pessoas transformadoras.

Eu o conheci na ETE, quando nós éramos professores daquele estabelecimento. Chamava-me a atenção por seu modo simples e direto de dizer as coisas e por seu amor à poesia, sempre deixava uma poesia no quadro, após as aulas, para alegria dos alunos.

Ele veio de São Lourenço terra das “Águas Santas do Viana” para se radicar nesta cidade e aqui constituir família. Seu modo de ser e sua perspectiva visionária foram benéficos para esta cidade.

Engenheiro Elétrico e especialista em Planejamento Educacional, é professor titular do Instituto Nacional de Telecomunicações, onde atuou como Coordenador Acadêmico, Pró-diretor de Graduação e Diretor Geral do Instituto

Promover transformações urbanas e sociais, através de atividades artísticas, culturais e de conhecimento é o principal propósito de um município que se intitula ‘Cidade Criativa’.
Reunindo profissionais de diversas áreas para pensar em soluções locais, as Cidades Criativas são espaços urbanos onde a articulação eficiente entre atividades sociais e artísticas retêm talentos, promove diversidade social, aumenta a oferta de empregos, gera maior conhecimento entre cidadãos, aumenta o potencial criativo de empresas e instituições, atrai mais turistas e, assim, contribui significativamente para a economia da cidade e qualidade de vida de seus cidadãos.

Em uma entrevista, o vice-prefeito, professor Wander Wilson Chaves, ressaltou que Santa Rita é conhecida como uma cidade tecnológica e empreendedora. “A cidade também reúne competências significativas nas artes e em ações solidárias. A importância de um evento como o ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’ é a possibilidade de conectar essas culturas em prol da melhoria de vida das pessoas. Uma sociedade mais justa, bela e feliz”, declarou ele.
São pensamentos e ações desse tipo que transformam a vida e dá prazer em ser santa-ritense.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY