Francisco Eduardo fala sobre a cervejaria Pós-Doc e sua parceria com a Grandpa Joels Coffee

Entrevistamos o empresário Francisco Eduardo de Carvalho Costa, proprietário da Cervejaria Pós-Doc que nos contou um pouco sobre o mercado de cervejas artesanais na região e falou sobre sua parceria com a Grandpa Joel´s Coffee. Confira!

Como surgiu a Pós-Doc?

Em meu pós-doutorado, toda semana o meu supervisor levava uma garrafa de cerveja artesanal e pedia para a gente analisar. Aquilo despertou o meu interesse e eu comecei a me aprofundar. Depois disso, eu vim trabalhar no Inatel, a ideia permaneceu adormecida por algum tempo, até que decidi transformar aquele projeto antigo em negócio, o que deu início à cervejaria Pós-Doc.

E a parceria com a Grandpa Joel´s Coffee?

A cerveja de café produzida para o Grandpa Joel´s Coffee surgiu de um desdobramento do meu negócio. Uma amiga em comum, Ana Beraldo, apresentou a minha esposa, responsável pela área gerencial, à Paula da Grandpa. Daquele encontro, vislumbramos a possibilidade de produzir uma cerveja artesanal com base no café que produziam, o que deu origem a uma oportunidade muito promissora de negócio. A partir de uma cerveja bem suave e do extrato do café produzido pela Grandpa, criamos uma receita exclusiva e muito saborosa para integrar o portfolio da futura franquia. Nós testamos três tipos de concentração de café e usamos o Hacktown para avaliar qual deles obteria maior aceitação. Ao colocar o “Café Longo”, “Café Curto” e “Café Expresso” em análise, os três venderam muito bem e decidimos manter todas as receitas em produção. Em resumo, a nossa parceria se firmou na cerveja em suas três opções de concentração de café e de novidade temos o recém lançado Hidromel com cascara. Outros produtos podem surgir e as nossas conversas sempre rendem ideias. É preciso muita leitura, analisar a viabilidade, fazer testes e ver a possível aceitação do público.

Tem havido uma movimentação em torno das cervejas artesanais?

Produzindo e vendendo na região temos várias opções, dessas algumas terceirizam sua produção. É o que se chama de cerveja cigana. O mercado está crescendo muito. Buscamos diferenciais ao conhecer melhor as peculiaridades das cidades em que podemos fazer parcerias e valorizar o que se tem de destaque ou potencial a se trabalhar, gerando receitas exclusivas e muito saborosas.

A Pós-Doc produziu outras cervejas com produtos da região?

A cerveja de café não foi uma novidade dentro da nossa atividade empresarial. Anteriormente, havíamos produzido uma cerveja de marmelo para Delfim Moreira e estamos negociando a produção de uma cerveja de marolo para a cidade de Paraguaçu. Também devemos produzir uma cerveja de tomate de árvore, muito cultivado em Delfim Moreira e vamos testar outras duas frutas do mesmo município. Em Silvianópolis, estamos levando um vinho e um hidromel de banana. Através desta expertise, temos produzido lotes pequenos e sazonais, não pasteurizados, que funcionam como probióticos, fazendo bem para o intestino e melhorando a imunidade, apesar que não podermos colocar isso no rótulo por se tratar de uma bebida alcoólica.

Já pensaram em uma cerveja de amendoim para Piranguinho?

Lançaram este desafio, mas toda vez que colocamos gordura na cerveja perdemos espuma. O doce da rapadura é bom, mas o amendoim é riquíssimo em óleo. Para fazer com que as notas de amendoim despontem, corremos o risco da cerveja não ter espuma, o que tem sido um desafio para nós.

Vocês têm lançado outros produtos além da cerveja?

Produzimos para a Grandpa um hidromel de cascara, feito com a cereja do café. Também temos testado outros três produtos que devemos lançar ainda neste ano.

Como a economia local pode ser beneficiada das atividades da Pós-Doc?

Um exemplo é a própria atuação da Grandpa. Com a sua expansão, a tendência é divulgarmos as particularidades de Santa Rita para todos os locais onde houver penetração da franquia. Se antes dependíamos de exportação ou da valorização do mercado para gerar valor ao café produzido aqui, criamos produtos que elevam substancialmente a lucratividade.
Para a nossa agricultura este posicionamento pode ser muito interessante e deve ser levado em consideração por produtores orgânicos do município. Temos mantido contato com agricultores locais para avaliarmos a possibilidade de produção de novas receitas e transformarmos o que é gerado aqui em produtos de excelente valor agregado.
Não faz muito tempo, produzimos uma receita de amora com hibisco. Outro produtor pediu que produzíssemos uma cerveja que levasse abóbora… Através de produtos de qualidade e de origem local, as nossas possibilidades tornam-se ilimitadas e favorecem a expansão de nossa economia.

Como a Pós-Doc tem sido gerenciada?

Toda a parte administrativa, de vendas e estudo de mercado tem estado sob a tutela da minha esposa, Luciana. Eu tenho atuado, exclusivamente, como cervejeiro, responsável pelas receitas, testes e produção. Como a minha formação é de microbiologista, tenho testado novos processos, sem jamais me esquecer que lidamos com alimentos e suas particularidades. Pode parecer um processo simples, mas integrar novos elementos em uma receita exclusiva requer um conhecimento e um cuidado muito grandes.

Para saber mais:

Pós-Doc no Facebook

Endereço da Grandpa Joel´s Coffee:
Rua Coronel Francisco Moreira da Costa – Centro, Santa Rita do Sapucaí
Telefone: 35 99827 9600

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY