Pedras preciosas e muito ouro em Santa Rita?

Uma obra rara sobre os “tesouros, cidades pré-históricas e minas abandonadas do Brasil” traz importantes relatos sobre a nossa região. O livro intitulado “Minas e Minérios do Brasil”, escrito por Tanus Jorge Bastani, foi lançado em 1957, é um apanhado das riquezas naturais brasileiras e descreve os diversos minerais encontrados no país. O mais interessante foi perceber que Santa Rita do Sapucaí foi citada como um antigo local de garimpo do ouro, além de enumerar uma série de pedras preciosas, gemas diamantinas e outros minérios encontrados, tanto às margens do rio e dos córregos, quanto nas montanhas. Veja, a seguir, um trecho da obra:

“Santa Rita do Sapucaí foi, primitivamente, o arraial da Boa Vista e, mais tarde, passou a se denominar Santa Rita do Vintém. Isto porque, no leito de um córrego, hoje conhecido por Vintém, os escravos extraíam o ouro e vendiam as pepitas por vintém. O rio, do mesmo nome, banha este fértil município, considerado um dos primeiros de sua região. Não somente no Sapucaí, como nos córregos do Vintém, do Mosquito e outros, se encontram o ouro aluvial, pedras preciosas e raras gemas diamantinas. Nos distritos de Careaçu e São Sebastião da Bela Vista e, ainda, na serra do Mata Cachorro ou Bela Vista, ocorrem o ouro, quartzo, mica, ferro, bauxita, calcário, fontes de águas termais, minério uranífero e outros minerais inexplorados.”

O Rio Sapucaí também mereceu atenção do pesquisador. Confira, a seguir, a sua descrição:
“Sapucaí: Lendário rio, natural da Serra da Mantiqueira, afluente do Rio Grande. Seu curso atravessa uma região prodigiosa do estado de Minas Gerais, cuja zona é conhecida por “Vale do Rio Sapucaí” ou “Vale do Sapucaí”. Uma memória histórica publicada em 1883, de autoria de F.E. de Azevedo e J.H Costard, assim se refere a essa zona: “Pelo lado mineral, existem, no referido vale, diversos terrenos em que se encontra o ferro, ocupando o primeiro lugar o de São Carlos de Jacuí (atual Jacuí) e outros abundantes em ouro, sendo os mais notáveis os de Campanha e Pouso Alegre. Há também, nessa região, cristais de rocha, mármores, pedras calcárias, chumbo, mercúrio, excelente argila para o fabrico de materiais de construção, etc. Finalmente, encontram-se ali diversas fontes de águas medicinais”.

O território banhado pelo rio Sapucaí é um farto reino mineral, pois as ocorrências demonstram a existência de jazidas de minerais, destacando-se os uraníferos, radioativos galenas, calcários, bauxita, cassiterita, ouro, quartzo e outros mais, ainda inexplorados.”

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY