Santa-ritenses recordam os emocionantes desfiles na Praça Santa Rita

Maria Helena Brusamolin

Minhas memórias do carnaval santa-ritense remontam a uma época da minha infância em que minha casa respirava Ride Palhaço o tempo todo. Eu ainda era muito pequena, mas já começava a me apaixonar por essa festa e pelo bloco. Meus irmãos Paulo e Mário participavam, um como organizador das alas e o outro como mascote, desfilando sempre na frente, ao lado da porta-estandarte, ou em algum carro alegórico. A casa vivia cheia de fantasias, confetes grudados nas gretas do assoalho, cheiro de lança-perfume no ar (ainda não era proibido) e tudo o que fazia do carnaval uma festa linda! Bons tempos…

Giácomo Costanti

O carnaval na Praça Santa Rita é tradição há mais de oitenta anos! Foi lá que o Ride Palhaço e Democráticos desfilaram por décadas e depois vieram para somar a esse espetáculo as escolas de samba. Tempo bom, a torcida carregando os postinhos de iluminação, o barulho do gerador…Tudo era festa! A população ansiosa esperando os blocos e escolas de samba desfilarem… A tradição de nosso carnaval é desfile na Praça Santa Rita! As chuvas de confetes e serpentinas jogados dos casarões, dos prédios, das marquises… Enfim, é uma tradição de quase 90 anos!

Cristina Antunes

Lembro dos tempos antigos, dos meus pais e avós, que amavam os blocos. Carreguei muito postinho e cordão com a minha mãe e minhas irmãs. Minha mãe era Ride e eu torcia para o Democráticos. Na minha família, todos são Democráticos… Saudades do pessoal que se foi.. Não é nostalgia, mas saudade que não tem fim!

Antonio Luiz Claret Silva

Me lembro da chuva de confetes em cima da marquise da antiga Loja Miranda e depois na sorveteria. Bons tempos… pena que não estarei aí pra reviver um pouco essas emoções.

Crisinha Lemes

O que mais lembro, além da grandiosidade dos participantes dos desfiles com suas lindas fantasias, era os que carregavam as luzes. Tantos conhecidos… um deles o Indião, traziam mais luz ao desfile, para que todos pudessem desfrutar da beleza de cada um.

Eliana Alves Floriano

O carnaval na praça é outra coisa! É contagiante! Muita gente louca pra ver os blocos passarem… Eu, sinceramente, prefiro na praça. Na Avenida perdeu a graça.

Thais Carletti G. Mármore

Lembro de ver meu avô, Pedro Carletti, e minha avó D. Mizí na praça tarde da noite (coisa rara) aguardando o desfile do Ride. Meu avô era quem fazia a parte de ferro dos carros alegóricos. Fazia com muita paixão cada detalhe e aguardava ansioso o nosso Ride Palhaço brilhar.

Margarete Silvério

Lembro quando minha mãe me levava e meus irmãos e ficávamos até de madrugada esperando o bloco passar, morrendo de canseira (kkkk). Mas era gratificante, pois era muito lindo. E lembro da primeira vez que levei a minha filha para ver os blocos e ela me falou: “Obrigada Mamãe!” Ela só tinha 4 aninhos. Esse dia foi especial para mim ,pois ela ficou de olhinhos arregalados e ria muito. Fiquei emocionada por ver tanta alegria nos olhinhos dela.

Rita Helena Campos

Lembro-me muito, que meu pai sempre foi a autoridade em casa. Os filhos sempre obedeciam a tudo. Mas nesta época do carnaval, ele não tinha muito poder (kkkkkkk). Minha mãe, fanática no Ride Palhaço, dominava, mandava e ordenava nesta época do ano. Podíamos ficar até altas horas na rua paquerando e acompanhando o bloco.

Marcelo Cândido

Me lembro, em 2004, quando vim passear em Santa Rita e vi o desfile do Ride com aqueles carros gigantescos. Eu me senti no Rio de Janeiro e, se não me engano, o enredo era os Sete Pecados Capitais.

Luiz Gustavo Lima Souza

Minha maior alegria era ver a praça lotada, com Ride Palhaço desfilando de um lado e o Democráticos do outro.

Marili Reginaldo

Lembro da Dona Maria Bonita como porta Bandeira do Mimosas Cravinas. Tudo era muito simples, mas a alegria e a simpatia dela eram contagiantes.

Verusca Costa

O que me arrepia até hoje é o soar dos clarins no alto do morro, sinalizando que o nosso bloco vai passar!

Lílian Pivoto Azevedo

Quando desfilava no Democráticos, quanta emoção era ao descer aquela rua! E era emocionante também assistir… os blocos davam voltas pela praça, corríamos de um lado para outro. E as pessoas nas casas antigas da Praça na maior torcida pra ver quem era o mais bonito. Era um Carnaval de pura emoção e alegria! Obs: Viva os Democráticos!

Sonia Cellet

Carnaval na praça fará voltar a tradição. E não há espetáculo melhor do que ver o meu querido Democráticos descer o morro!
Alessandra Ribeiro Faria

Desde que o carnaval passou a ser na avenida não tive vontade de prestigiar os blocos. O meu pai fazia parte dos carros que tinham os geradores. Quem conheceu o falecido Antonio Louco que trabalhou na antiga Estamparia? Fazia tudo com muito carinho!

Sandra Antunes

Eu lembro dos meus pais e da minha avó que se foram e que amavam o Ride. Meu pai nunca morou em Santa Rita, mas sabia a música na ponta da língua, em português lusitano ainda.

Jessica Alcione Santos

A minha melhor lembrança foi quando desfilei, bem criança, no carro do Azul e Branco, em 1988, sentada em baixo da vó carinhosamente conhecida como Maria Bonita. Lembro dela esperando o carro alegórico passar perto de casa para subir e sentar no lugar preparado a ela. Muitos outros momentos que só tenho gratidão.

Rita Jussara

Na época em que tínhamos o trio elétrico dando volta por toda a praça pulei muito carnaval atrás do trio!

Lafaiete Siqueira

Na praça era muito bom! Tinha o bloco das piranhas, bloco sindicato do álcool com seus integrantes, Itamar, Nando, Lafaiete, Toninho Anão, Toninho do Beni, Tomateiro, Carlos, Passarinho, Neném Pretinho e Adson do Sr Lucas da padaria!

Rita Helena Chaves

Muito bom! Adorava quando era na praça com aquela alegria contagiante do povo esperando os blocos. Ficávamos até tarde… Saudades de acompanhar no cordão do Ride! Época boa demais!

Jorge Gabriel

Saudades de pessoas que já não estão mais aqui! Sou apaixonado por esta cidade. Lembro da primeira vez que fui convidado pela Sra. Leila Carneiro a desfilar. Foi uma alegria… Quando gritaram “Vamos descer!” e tocaram o clarim – naquele momento – eu me tornei cidadão santa-ritense! Foi uma das maiores emoções da minha vida! As casas com suas famílias, cada um com sua torcida, a praça fervilhando… que emocionante! Nesse ano eu vou desfilar em homenagem a todos que foram brilhar no céu. Viva o Democráticos e o Ride Palhaço!

Rita Morais

Eu ia com os meus filhos! Era maravilhoso… muita alegria… Nem acredito que vai ter outra vez!

Juliana Baldoni Abrahão

Lembro de uma máquina que jogava confete do alto de uma bomboniere no antigo calçadão. Era um confete tão pequeno que ficava no cabelo, na roupa e entrava no olho da gente kkkkkkk.

Cândida Maria Duarte

Minha lembrança era dos casarões da praça. Era uma alegria, uma folia. De um lado, a casa de minha avó, todos Ride Palhaço e do outro lado a casa da D. Leiloca, todos Democráticos. Nas janelas, cada um gritava o nome de seu bloco. Mas a convivência era toda harmônica, não existia briga. Uma convivência sadia!

Marisa Oliveira

Bom era o Carnaval do antigo Bar do Bá! Começava lá e terminava a noite rodando o salão do Country Club com marchinhas de carnaval. Depois ia repor as energias no Pops com um caldo verde!

Mari Pivoto

O Edu e o José Horácio Adami colocavam o caminhão ao lado da farmácia do senhor Ildeu pra não perdermos a vaga e assistirmos de camarote os nossos blocos. Bons tempos!

Clarisbela de Souza

Acho que era o sonho de todos os santa-ritenses que os desfiles voltassem para a praça!

Lygia Costa E Silva

Os melhores carnavais, eu passei em Santa Rita! Mas a minha lembrança mais linda era começar o desfile do Democráticos, ao som de “Bandeira Branca”… Meu Deus! Que momento emocionante! Descer o morro e meus pais acompanharem o desfile, segurando a fiação da iluminação do bloco! Depois de um momento… Corriam para a casa da tia Leila… E depois, para a varanda da tia Ivone!

Luciana Duarte Borsato

Eu amei saber que os blocos estão chegando de novo para alegrar nosso carnaval que adormeceu por um tempo… Meu pai, Anésio Borsato, deu a vida pelos democráticos e esse tempo não pode voltar mas, com certeza, está muito feliz de ver esse morro todo iluminado.

Lucília Balduino

Lembro com muita saudade desde os ensaios do Democráticos, que eram na rua debaixo de minha casa até a hora em que descia o morro. Arrepiante.

Luciana Nassar

Chorei muito quando vi meu irmão “o palhaço do Ride”, subindo e descendo pela primeira vez daquela empilhadeira.

Marlene Dias Carneiro

Nossa!!! Quantos e quantos carnavais desfilei na Praça Santa Rita pelo Ride Palhaço. Meu último desfile foi em 1958. Fui eleita Rainha do Carnaval saindo uma revolta dos Democráticos e até hoje não fui coroada. Mas aquela noite ganhei meu marido, casando no mesmo ano, em dezembro de 1958. Foi meu prêmio!

Luciana Gonçalves

Eu morava na zona rural aqui de Santa Rita do Sapucaí e lembro que meu pai me trouxe com meus irmãos para ver os desfiles e eu particularmente fiquei encantada com os blocos. Tão encantada que até meu bloco do coração é o Ride Palhaço. Época boa, tempo bom da minha infância que ficou gravado em minha memória.

Carlos Roberto de Oliveira

Eu tenho várias histórias sobre o Carnaval de Santa Rita para contar mas uma ficou gravada em minha memória. Foi quando a dona Lídia do Sô Mauro me pediu junto com os seus netos que a gente ficasse em frente ao portão da escolinha Nossa Senhora de Fátima para não deixar que o Ride subisse com o caminhão de gerador.

Ana Pivoto

Me lembro que chorava de emoção ao ver os blocos passarem, em especial o Ride Palhaço. Uma época inesquecível. Estou mega feliz com a novidade!

Patrícia F. Carneiro

O desfile de 1975, ano da Bandeira Branca, está entalado na garganta de muitos até hoje. E vai continuar assim para sempre!

Euclides Paiva

Lembro do meu pai e do meu irmão saírem na bateria do Sol Nascente em 93 e 94. Depois do desfile, nós ficávamos até amanhecer o dia pulando em frente à sede com meu pai, minha mãe, minha irmã e a minha esposa. Que saudade!

Elaine Paiva

Nosso pai dizia que, quando chegava ali na entrada da praça, o coração vinha na boca! E a emoção tomava conta de tal forma que ele batia mais forte o surdo! Geeente, era bom demais!!! Viva o Sol Nascente!!!

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY