Um almirante santa-ritense (Por Nídia Telles)

O Patrono do Corpo de Fuzileiros Navais é o Almirante Sylvio de Camargo nascido aqui em Santa Rita do Sapucaí

O Almirante nasceu em 16 de fevereiro de 1902, em Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais, filho dos professores João Baptista de Oliveira Camargo e Aurélia de Almeida Camargo.
Ingressou na Escola Naval, em 1919, época em que aquele estabelecimento formava oficiais para os quadros do Corpo da Armada e de Engenheiros Maquinistas. Foi declarado Guarda-Marinha em 1922, ano em que foi promovido a Segundo-Tenente. No posto de tenente, serviu em importantes unidades navais como o Encouraçado Minas Gerais, o Navio Escola Benjamin Constant, o CT Paraíba, o Cruzador Rio Grande do Sul – a bordo do qual foi promovido ao Posto de Capitão-Tenente em 1929 – e no Cruzador Bahia. Em janeiro de 1931, teve sua primeira comissão no então Regimento Naval. No mesmo ano, assumiu o
comando da Torpedeira Goiás.

Em 24 de fevereiro de 1932, na função de Oficial de Ligação do gabinete do Ministro da Marinha com o do Ministro da Guerra, foi transferido para o novo Corpo de Fuzileiros Navais. Em consequência, frequentou o Curso das Armas do Exército. Em 1934, foi promovido ao Posto de Capitão-de-Corveta.

Para consolidar sua inata vocação anfíbia, estagiou nos anos de 1934 e 35 no Royal Marine Corps Depot, em Deal, Condado de Kent, Inglaterra. Em 1936, frequentou o Curso de Comando e Estado-Maior da Escola de Guerra Naval, concluindo-o em 1º lugar.
Em 1940, ano em que o Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais passou ao comando de um Contra-Almirante, foi promovido ao posto de Capitão-de-Fragata. Sua promoção a Capitão-de-Mar-e-Guerra ocorreu no ano de 1943 e, com sua nomeação para o cargo de Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, em 8 de novembro de 1945, foi promovido a Contra-Almirante.

Fruto de uma convicção firmada nos anos anteriores quanto à necessidade de uma área própria para exercícios de campanha e para a instrução específica de Oficiais e Praças do Corpo de Fuzileiros Navais, o Almirante Sylvio de Camargo implementou, entre os anos de 1945 e 1955, grande dinamismo nos atos que culminaram na criação do Campo de Instrução da Ilha do Governador, da Linha de Tiro e, prioritariamente, Centro de Instrução do Corpo de Fuzileiros Navais. Em 22 de dezembro de 1955, data que assinala a criação do Centro de Instrução, apresentou seu pedido de transferência para a reserva, fato que gerou manifestações no sentido de demovê-lo da decisão. Na reserva, foi promovido ao posto de Almirante-de-Esquadra e, pouco tempo depois, a Almirante cinco estrelas.
Faleceu Em 01/12/1989, no Rio de Janeiro.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY